Treinamento Funcional para Melhorar sua Rotina - Box Funcional

Treinamento Funcional para Melhorar sua Rotina

Treinamento Funcional para Melhorar sua Rotina – Sabe aquele canto da academia cheio de halteres, cordas, bolas enormes e rolinhos de espuma? Pois é, é normalmente por ali que a turma do Treinamento Funcional costuma ficar.

Se você é daqueles que gostam de um bom exercício, mas a ideia de puxar ferro não atrai tanto assim, você provavelmente já pensou em ir até aquele canto e começar seu treinamento funcional.

Você pode inclusive já ser um adepto dessa prática de exercícios. De qualquer forma, ainda existem muitas dúvidas em relação a esse tipo de treino.

 

Afinal, o que é de fato o treinamento funcional?

Treinamento Funcional

Treinamento Funcional – Created by Freepik

Treinamento funcional é o tipo de treino que você faz com o objetivo de preparar o seu corpo para os movimentos do dia a dia. Ou seja, ele envolve uma série de exercícios focados na aplicação prática Você sabia que existe um tipo de treinamento que te leva ao limite extremo no consumo de calorias? O nome deste treinamento é HIIT.

E o que define um exercício como funcional ou não?

O treinamento funcional pode ser feito com a ajuda de pesos livres (como halteres e kettlebells), aparelhos (como barras fixas ou cordas) e até mesmo apenas com o peso do corpo, a famosa calistenia.

Os exercícios calistênicos são mais recomendados para melhorar o controle do seu corpo e a sua consciência corporal, enquanto os pesos livres permitem o ganho de força mais facilmente.

Se você quiser saber mais sobre calistenia e as diferenças entre treinar com pesos ou somente o peso do corpo, dá uma olhada na postagem que a gente fez sobre o assunto! Academia ou Calistenia, o que devo praticar?

 

Leia também:  tudo que você precisa saber sobre Treinamento Funcional

 

Benefícios do treinamento funcional

Benefícios do Treinamento Funcional

Benefícios do Treinamento Funcional – Created by Freepik

Bom, a gente comentou que o objetivo do treinamento funcional é preparar o seu corpo para movimentos do dia a dia. Mas agora você deve estar se perguntando: como isso é feito? Como fazer agachamentos com uma bola na parede ou segurar meu corpo em quatro apoios me ajuda a trabalhar, estudar e sair com meus amigos?

A verdade é que o treinamento funcional começou com a fisioterapia e reabilitação de movimentos básicos como andar, sentar e empurrar.

Por isso, eram utilizados exercícios focados na mobilidade que visam trabalhar o corpo inteiro. Com o tempo essa abordagem foi ficando cada vez mais popular, principalmente porque esse tipo de treinamento trabalha vários grupos musculares ao mesmo tempo e pode envolver elementos como treino de força, equilíbrio e coordenação. Ou seja, o foco está nos movimentos feitos, não nos músculos trabalhados, como geralmente é o caso da musculação com aparelhos.

Treinamento funcional é sobre saber por quê, quando, como e quanto deve treinar.

Segundo Mel Siff, um cientista esportivo e biomecanista, a musculação como a gente conhece seria direcionada para aumentar e manter diversos sistemas musculares do corpo, enquanto o treinamento funcional seria direcionado para a maneira como esses sistemas operam e produzem resultados motores.

Por exemplo, em vez de focar em aumentar seu bíceps, tríceps, ou os músculos das costas, você vai trabalhar os movimentos de puxar, empurrar e levantar algo.

E se você parar pra pensar, é aí que o treinamento funcional se assemelha tanto à nossa rotina! Quando estamos realizando nossas ações no dia a dia, estamos de fato usando grande parte do nosso corpo ao mesmo tempo.

Levantar uma caixa do chão, carregar sacolas do supermercado ou abrir uma porta pesada são exemplos de ações que você provavelmente faz com certa frequência e que exigem do seu corpo uma preparação.

 

Mel Siff também levantou a seguinte questão: o que é ser funcional?

Segundo ele, funcionalidade depende muito do contexto: o esporte praticado, o nível de fadiga, os fatores mentais, o histórico de lesões, e assim por diante.

Além disso, cada exercício deve ser analisado segundo as funções neuromusculares e metabólicas que devem ser trabalhadas. Por isso, uma característica bem marcante do treinamento funcional é a sua customização.

Eles podem – e deveriam – ser personalizados para a realidade de cada um. Por exemplo, você pode fazer agachamentos sem o auxílio de aparelhos, com pesos ou com uma bola, tudo vai depender das suas necessidades e dos seus objetivos.

Estudos mostram que o mais lógico não é chamar certos exercícios específicos como funcionais, e sim pensar em exercícios que aumentam competências funcionais em um determinado esporte, tarefa ou contexto. Como por exemplo no treino com parallette.

No fim das contas, funcionalidade deveria dizer respeito aos resultados (por exemplo: melhorar a performance em um determinado esporte ou ação), e não a um método (um exercício específico).

 

Então o treinamento funcional é a melhor opção?

Não estamos dizendo que o treinamento funcional é a resposta para todos os seus problemas na academia ou que você deve esquecer todos os outros tipos de treinamento.

O valor do treinamento funcional está em saber por quê, quando, como e quanto deve ser usado ao treinar, para que você consiga ter os melhores resultados, atingir os seus objetivos e cuidar bem do seu corpo!

 
 

Pensando em montar um Box Funcional?

Se você esta buscando por uma solução completa para montagem do seu box funcional você acaba de encontrar os melhores especialistas!

A melhor solução para seu projeto de box funcional com materiais de ótima qualidade e soluções personalizadas para que seu box seja único!

Quer um projeto completo com baixo investimento e alto retorno? Clique e peça seu orçamento!

Monte seu Box de Treinamento Funcional  
 

Você pode gostar de:



error: Content is protected !!